Button vs. Hamilton em 35 GP’s

Escrito por Djow

Button e Hamilton já disputaram juntos 35 grandes prêmios pela McLaren. O equilibrio dessa dupla, considerada por muitos fãs e comentaristas da F1 como a melhor dupla que uma equipe pode ter, é muito evidente. E como a briga pelo mundial de pilotos e de construtores já está definida, resta agora saber qual de nossos dois pilotos terminará o ano melhor colocado. Até o momento atual a vantagem é de Jenson Button, que vem realizando uma temporada mais linear, sem tantos altos e baixos. Muitos consideram que Button está no ápice de seu desempenho, pilotando melhor até mesmo do que apresentou em 2009, quando conquistou o título.

Jenson Button

Já Hamilton vem em uma montanha Russa nessa temporada, o que já vinha acontecendo desde o ano passado. Sim, Hamilton continua sendo “o” espetáculo das corridas, o piloto pelo qual a maioria dos fãs não torce mas que todos querem ver. No entanto, por seu estilo arrojado e determinado, colecionou polêmicas, atritos e maus resultados dentro das pistas. Seu desempenho está muito abaixo do que ele pode atingir.

Lewis Hamilton

Assim sendo, uma vez que os títulos de 2011 foram devidamente endereçados aos campeões da temporada Vettel e Red Bull com certa folga e antecedência, deixando a luta pelo vice-campeonato sem tanta glória, resolvi fazer um levantamento do desempenho de nossa dupla no período em que estão competindo juntos pela equipe de Woking, ou seja, 35 grandes prêmios. Abaixo segue os 5 pontos que achei mais importantes para a comparação dos nossos dois pilotos.

Como pode-se observar logo baixo, o equilíbrio entre os dois é indiscutível. Em vitórias conquistadas e pontos obtidos, que na minha opinião são os dois pontos mais importantes dessa comparação, eles estão absolutamente empatados. No que diz respeito à frequência no pódio, Button leva uma pequena vantagem mas em contrapartida, em poles e voltas mais rápidas Hamilton leva a melhor.

Quem será que vence a disputa interna na Equipe de Woking? O centrado Button ou o arrojado Hamilton? Neste próximo fim de semana teremos mais um batalha entre esses dois gigantes das pistas. De um lado Button, com um super contrato firmado e nas graças da equipe. Do outro lado Hamilton, mais aliviado após o 2º lugar no GP da Coréia mas com a moral em baixa junto aos mecânicos e engenheiros. Será que Hamilton vai conseguir manter a tranquilidade e bater Button? Será que Button vai conseguir minar psicológicamente seu companheiro de equipe e, dessa forma, manter-se à frente?

 

 

18 Comments

  1. Isso me enche de orgulho…

    • Olha Mari, sou fruto da era Prost/Senna, a dupla mais equilibrada que eu já vi na F1. Não achei que isso se repetiria tão cedo mas, graças aos Deuses do automobilismo, guardada as devidas proporções, vejo na nossa atual dupla um reflexo da nossa outra super dupla.

  2. Anselmo Coyote (Στην Ιθάκη)

    Se os dados estão corretos, Hamilton. Mas o equilíbrio nas pistas e a ausência de “confusões”, pelo menos em público, impõe a manutenção da dupla. É muita sorte uma equipe conseguir isso. Assim eu penso.
    Abs.


    • Hey Anselmo, valeu por prestigiar o post e o Papaya Orange.

      Sobre “confusões”, eu acredito que realmente os dois sejam amigos dentro da equipe embora ache que, nas reuniões, eles batam de frente por causa dos estilos diferentes de pilotagem, onde cada um tem as suas sugestões para dar visando o seu próprio desempenho. Algumas áreas do carro devem seguir algum tipo de obrigatoriedade que impedem acertos diferenciados. Mas na maioria dos casos, acredito eu, são alterações específicas para cada um deles. Então, no final das contas, acho que Button e Hamilton formam sim uma dupla dos sonhos.

  3. Que post bonito, não?

    Aplicando a ‘lei das médias’ nas últimas três corridas e fazendo um prognóstico para as próximas três, só um DNF salva o Hamilton de finalmente ser batido por um companheiro de equipe.

    Fará um bem enorme para os dois. Lustrará a humildade de um e reforçará a confiança do outro.

    É uma pena para o “superfast” Hamilton que — em nome do entretenimento — a F1 torne-se tão superficial quanto complexa, o que acaba nivelando a sua agressividade e velocidades naturais diante do enxadrista Button.

    Anyway, o Hamilton tem mais a aprender com o Button do que o inverso. No caso dos dois, a velocidade é uma questão biológica, enquanto estratégia de corrida é uma questão de maturidade, que invariavelmente chegará para o Lewis.

    Agora, eu suspeito que a McLaren so ganhará um títiulo de pilotos novamente apenas quando produzir um carro infinitamente superior ao dos adversários.

    Não é possível ter um carro no mesmo nível de Red Bulls e Ferraris sem que se comprometa um dos dois pilotos: tanto em termos estratégicos, quanto em termos técnicos — em qual dos estilos de pilotagem e abordagem de corrida se concentra recursos e esforços?

    Enquanto a McLaren se orgulha de dar iguais condições, Red Bull e Ferrari sabem em quem apostar e isto faz uma ENORME diferença.

    Dar paridade é uma dádiva, mas também é uma maldição…

    • Anselmo Coyote (Στην Ιθάκη)

      What is this fuckingDNF?

    • Nunca havia me ligado nisso Becken. Dar igual condição (de verdade) para os dois pilotos, quer dizer manter os dois nivelados, mas nunca explorando o máximo da pilotagem de cada um.
      Isso é para os que buscam um senso de justiça em tudo.

      F1 deve ser visto mais como uma equipe de ciclismo…onde todo mundo trabalha para um cara vencer. Mas não é o cara quem vence, é a equipe.

      FF

  4. Que excelente post Djow, parabéns!!

    E pensar que se HAM não tivesse batido tanto, com ctz hj seria o vice, pq quem lucrou mais com as batidas do HAM não foi o VET, e sim proprio BUT.

    Abraço

    • Verdade Dorfão. E o preço que ele está pagando pelo arrojo. Ou a McLaren faz um carro para realmente brigar com as Red Bull’s ou então ela vai ver seus pilotos, cada um ao seu estilo, remando, remando e remando mas não chegando a lugar algum. Eu boto fé que, com um carro do mesmo nível, Hamilton bate Vettel e até Alonso. Já o Button eu acho que precisa de um pouco mais na minha opinião. Acho que ele precisa estar num carro acima dos demais pra bater de frente com Alonso e Vettel.

  5. Muito bom o post João Júlio.

    Finalmente está se rendendo ao talento do Button. Eu acho que o Button levará a melhor nessa reta final de 2011. Button já vem massacrando o Hamilton desde junho ou julho e não acho que o Hamilton consiga reverter isso.

    Button já demonstrou que é mais piloto que o Hamilton. Se a McLaren tivesse dado preferência ao Button desde o início do ano ao invés de tratar os pilotos de forma igual, Button já teria uns 100 pontos de vantagem.

    O Hamilton é um bom piloto mas Button é melhor.

    • Deu uma forçada, hein?!
      Button sem dúvida é um bom piloto, mas não o vejo massacrando Hamilton, muito menos sendo tão melhor que o compatriota.
      Está num melhor momento? Aí sim, com certeza. Mas ainda acho Lewis mais piloto que Button. Possui mais desempenho, mais talento e velocidade pura, que é afinal o que deveria importar nesse esporte. A condição atual da categoria, no entanto, favorece os carros e/ou pilotos que melhor preservam os pneus, no intento de manter um desempenho regular ao longo da corrida. Nem o carro da Mclaren e nem Lewis são bons nisso; nesse aspecto, Button é inigualável, pois consegue preservar melhor os pneus mesmo em um carro que não é tão bom nesse aspecto, como é o caso do MP4-26, sobressaindo-se em situações que exigem melhor conservação da borracha. Quantas vezes vimos Lewis com os pneus destruídos e Button mantendo voltas regulares? A diferença é que Lewis força muito, tira o melhor dos pneus nas primeiras voltas e isso é perceptível na discrepância que se percebe entre os tempos de volta de início e final de stint. Jenson, por outro lado, mantém certa regularidade nos tempos de volta com o mesmo set de pneus. Para isso advém diversas condições, a maioria delas oriunda do estilo de pilotagem de cada um.
      Ainda assim, prefiro o estilo de Lewis. Piloto que é piloto tem que correr pra vencer, assim como Senna fazia.

      • Lucas, também prefiro o Lewis. Mas de que vale ser ‘mais piloto’ e estar à mercê de carros mais lentos por falta de pneus? Acho que o que diferencia o cara comum dos gênios é a capacidade de adaptação à condições adversas (e o Lewis é bom nisso), que nesse caso não foi suficiente para fazer o Hamilton superar o Button.

        ps.: concordo contigo e acho que, com os Bridgestone, Hamilton deixaria Buttons e Vettels comendo poeira prateada.

    • Também não vamos exagerar né? Não confunda “melhor piloto” com “piloto em melhor fase”. Já reparou que os comentários referentes às fases que os dois estão atravessando são opostas. Enquanto Button é mencionado como em seu melhor momento, Hamilton é colocado em sua pior fase. Mesmo assim a diferença de pontos do Button para o Hamilton não é tão grande. Eu até acho que o Button tem muita chance de ficar à frente do Hamilton mas mesmo assim considero o Lewis melhor piloto que o Button. É uma questão puramente de gosto. Gosto do estilo agressivo e determinado do Hamilton.

  6. Muito mbom o post Djow. Lindos gráficos e o que importa, dados frios. Empate é empate, o que desempata é a paixão…

    Eu, do meu lado, acho que a McLaren vai cortar um dobrado se quiser fazer um WDC em um cenário sem polarização. Não dá para privilegiar apenas 1 estilo, tendo 2 caras tão diferentes nos seus cockpits.

    Eu gosto dessa controvérsia, acho que o espetáculo só tende a crescer.

  7. Ok. Concordo que o ponto fraco do Lewis esteja sendo os pneus. No entanto, não vemos ele sempre se queixando dos pneus, como alguns pilotos do grid. Ele está tentando se adaptar, e está melhorando cada vez mais nesse sentido. Ao contrário de alguns, que insistem em culpar os pneus por sua própria incapacidade.

    • Acho que está falando do Massa, certo? Concordo. Não aguento mais ouvir as lamentações do Massa. Ele é o rei das desculpas. Nesse fim de semana mesmo estragou a corrida do Alonso. Tanto é que o Alonso reclamou de novo via rádio. Se não fosse o Massa atrapalhar o Alonso ele não teria “desistido” de buscar o Button. Mesmo com um carro fraco, Massa ocupa um lugar na F1 que ele não merece.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *