GP da Hungria: A McLaren melhorou?

São Luís, 26 de julho

Olha pessoal, não sou um cara que se liga muito em coisas como sorte e azar, não sou supersticioso e não curto esse lance esotérico de carma, respeito quem curte, mas não uso isso como argumento. Acho muito raso explicar as coisas apelando para isso.

Então, não vou falar aqui que Alonso e a McLaren tiveram sorte hoje. Não vou.

O que posso oferecer como tentativa de explicação para esse resultado acima do que eu esperava será resumido abaixo.

Alonso é um grande piloto. E uma das características desses caras top é a capacidade de andar a milímetros da desgraça e evitar que ela os alcance (tipo isso aqui), hoje Alonso andou no meio de todas as confusões e se saiu bem, lucrando com punições, contatos, erros e tudo o que vimos. Em outros fins de semana (lembram da Áustria?) não foi assim, isso explica ele ter terminado em P9-10.

Poxa Will, você vai tirar o mérito da equipe num dia feliz como hoje?

Não! Comemorei, e muito, a galera do Grupo de Whats do Papaya é testemunha. Vibrei muito, mas acho que vale manter a expectativa alinhada com a realidade.

Hungaroring, Budapest, Hungary. Sunday 26 July 2015. Fernando Alonso, McLaren MP4-30 Honda, is cheered over the line by his team. World Copyright: Steven Tee/LAT Photographic ref: Digital Image _L4R8786

Hungaroring, Budapest, Hungary. Fernando Alonso, McLaren MP4-30 Honda
World Copyright: Steven Tee/LAT Photographic

Fim de semana de melhor performance da Mclaren em 2015. Uau, que maravilha, acabaram nossos problemas!

NÃO!

Choque de Realidade

Quando não há uma discrepância muito grande nas estratégias, a lista de voltas mais rápidas serve bem para avaliar onde cada piloto tenderia a chegar em uma corrida com poucos incidentes. A listagem da Hungria não é a mais apropriada para se analisar. Mas mostra que Ricciardo (VMR) e Kvyat (4ª melhor volta) tinham ritmo. Rosberg e Hamilton (2ª e 3ª melhores voltas) quando tiveram ar limpo também foram rápidos. Vettel fez apenas a 5ª melhor volta, mas ele, basicamente, não precisou forçar o ritmo no final com o carro mais leve por que Rosberg e Ricciardo facilitaram as coisas. Chamo a atenção aqui para Alonso, 10ª melhor volta – há mais de 2 segundos de Rosberg.

 

 

fastest lap

Poxa, mas apenas analisar as voltas mais rápidas não diz muito do que foi a corrida e do potencial do carro. Verdade.

A pista da Hungria é o que se convencionou chamar de Mickey Mouse (circuito estreito e travado com alta carga de downforce necessária), dos 3 setores de cronometragem, apenas o primeiro é de alta, os outros 2 são travados. Abaixo a melhor passagem no setor de alta:

sector 1

Alonso foi o 15º mais rápido no primeiro setor, com 1 segundo inteiro de desvantagem para Rosberg no trecho mais curto das medições! Button foi o 18º. E na prática, a McLaren só foi mais rápida que as Manor nesse setor. Isso ilustra bem o quanto a Honda nos deve em potência nominal.

Poxa Will, mas já ouvi por aí que o chassis é ruim demais também…

Não sou o mestre da aerodinâmica e já ouvi alguns papos assim, mas em todas as provas as medições mostram que o MP4-30 se dá bem em setores travados e em curvas de alta. Vejam os outros 2 setores da Hungria.

sector 2

Alonso foi o 8º melhor na parte do miolo, que é bem travada e exige muito do carro em termos de retomada e possui 1 curva de ‘alta’.

sector 3

 

Na parte mais travada, o 3º setor, Alonso foi o 7º melhor – com ‘apenas’ meio segundo de lentidão em relação à melhor passagem.

Poxa, mas nós ganhamos 80 cv para essa corrida!

Amigo, se você acredita no que diz o Lito Cavalcanti, eu posso fazer pouca coisa por você. Me desculpe. Para ajudar a entender, aqui temos as velocidades máximas em cada setor na prova:

max speeds

Alonso foi o 16º em cada um dos setores, Button foi 15º no setor 1 e 18º (sim, na frente das Manor!) nos setores 2 e 3.

Ah Will, mas ainda acho que isso está estranho…

Ok meu amigo, você pediu por isso…segura o speed trap da Hungria:

speed trap

 

Alonso foi 17º, na frente de um Kimi sem ERS (ou seja com menos 160 hp) e das duas Manor, que usam o motor Ferrari de 2014.

Conclusão

Esse 5º lugar foi completamente circunstancial. Apesar de todo o papo absurdo do Sportv, falando de 80 cv a mais neste fim de semana, a verdade é que o motor Honda é – absurdos – 120 hp menos potente que o Mercedes. Sim, esse número foi confirmado hoje pelo Eric Boullier.

120 HP

E outra coisa que não podemos esquecer é que a falta de confiabilidade não foi resolvida. Ou seja, temos um carro menos potente e menos confiável que a concorrência.

Não esqueçamos disso aqui:

Hungaroring, Budapest, Hungary. Saturday 25 July 2015. Fernando Alonso, McLaren, pushes his car down the pitlane. World Copyright: Charles Coates/LAT Photographic ref: Digital Image _N7T7720

Hungaroring, Budapest, Hungary.
Fernando Alonso, McLaren, pushes his car down the pitlane.
World Copyright: Charles Coates/LAT Photographic

 

About Will Mesquita

José Wilson de nascença e Will de espírito. Trabalho pela minha vida, então não dispenso uma boa leitura, uma boa corrida, um bom futebol, uma boa comida e uma boa praia. Imagino que seja um bom amigo, um bom goleiro e um bom filho. Um cara legal, mas não bobalhão.

11 Comments

  1. Will, parabéns pela riqueza de detalhes nesse post! Parece até que você estava adivinhando. Eu estava babando por esses dados! Tinha plena convicção de que esse quinto lugar foi “virtual”, embora muito bem-vindo, mas precisava saber desses detalhes.

    Dúvida: Seria muito otimismo pensar numa McLaren no pelotão da frente se a Honda entregar esses 120hp? Parece-me que não!

    Abração!

  2. Resultado claro do DNF dos outros.
    MP4-30 e sua PU são uma vergonha.
    Se há duas coisas que prestam nesse ano na McLaren são os pilotos.
    Fora Honda!

  3. Bem, a César o que é de César…

    Ponto positivo a se destacar foi que os dois carros terminaram a prova.

    Alonso é o melhor piloto do grid, incontestável.

    O quinto lugar de Alonso e a chegada de Button na zona de pontos é bom porque, mais uma vez, demonstra que a confiabilidade melhorou.

    Agora, já deu pra perceber que o motor Renault sempre fará alguma vítima, se não as RBR alguma ou ambas as STR. Outra coisa, não será sempre que Maldonado vai tomar 03 punições como ontem. Uma em cada corrida é normal.

    Outro ponto interessante, a ultrapassagem de Alonso em cima do Pérez indica que o ritmo pode estar melhor.

    Agora, não acreditei naquela conversa mole da Globo dizendo que a Honda tinha liberado tudo. Em velocidade final, a Mclaren é quase 20 km/h mais lenta que os mais rápidos. Ainda continuo achando que o chassi é bom, pois a forma como Alonso e Button faziam as curvas, sobretudo as de média e baixa, não só no mesmo ritmo do pelotão intermediário como as vezes até melhor, associado ao fato de que o carro não tinha velocidade final, mas se manteve sem ser atacado pelos outros carros, à exceção de Hamilton e Rosberg no fina (porque aí já é covardia).

    Agora é que a gente vai ver se a Honda entende do riscado. Tem tempo, tokens para utilizar e atualizar o motor. Concordo com o post, 160, 180 cavalos é uma diferença brutal e ela tem de ser tirada, e pra ontem.

    Abraço.

  4. Olá,

    Will seu monstro, acabou com os meus sonhos!!! #sqn.

    Abraços

  5. Basta colocar Ham, Ros, Rai, Mas, Bot e Sai em seus devidos lugares que dá pra ter uma noção onde Alonso terminaria.
    Ademais, SC na segunda metade de uma prova e com possibilidade de carro com volta tomada voltar pra volta do líder (Ficou esquisito isso. rs), ajuda muito quem está atrás parar de tomar bandeira azul e poder ter uma corrida normal.

  6. Pingback: Hungria e espetacular show -

  7. Temos que dar tempo ao tempo. A Honda tem potencial e já mostra alguns avanços. Fico mais preocupado com o modo de trabalho da McLaren do que com a Honda. Pois, tivemos por muitos anos o melhor motor e nada de títulos.

  8. Arai e Dennis prometendo mundos pra SPA. Aí criam expectativas muito altas. 15cvs pra SPA não muda muita coisa.

  9. Pingback: MP4-31 x MP4-30 - Papaya Orange

  10. Pingback: Hungria: We are back at track! - Papaya Orange

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *