Quem fica na McLaren em 2016?

A famosa “dança das cadeiras” perdeu a graça, depois que Kimi Raikkonen foi confirmado na Ferrari em 2016. Isso engessou as especulações de que Bottas ou Ricciardo poderiam assumir o cockpit do Homem de Gelo. E, dessa forma, fechou as portas para outros pilotos seguirem para a Williams ou Red Bull.

Jenson Button chegou a ser considerado para a possível vaga na Williams, mesmo com contrato garantido na McLaren para a próxima temporada. Seria um retorno às suas origens, para fechar seu ciclo na Formula 1 com mais tranquilidade do que o sofrido desenvolvimento da McLaren-Honda.

Dizem que só “sangue novo” suportaria o tempo que a McLaren precisa. Porque um novato ainda tem muitos anos de carreira pela frente, possibilitando investimento a longo prazo, sem imprimir ansiedade no desenvolvimento do carro.

Dessa forma, foram cogitados os nomes das crias de Woking – Kevin Magnussen e Stoffel Vandoorne. Sendo que o primeiro já está na Formula 1, como terceiro piloto da McLaren. E o segundo está se destacando ferozmente na GP2.

Porém, a vinda de Stoffel como parceiro de Fernando Alonso destruiria todas as possibilidades de Kevin na Formula 1, acabando com a carreira do garoto antes mesmo de seu aniversário de 24 anos. E creio que a McLaren não esteja pronta para sacrificar sua cria dessa forma.

Portanto, caso Button opte por sair da Formula 1 e levar uma vida mais tranquila (ao lado do também ciclista Mark Webber no WEC, por exemplo) aposto em Kevin Magnussen para assumir seu cockpit.

E Stoffel Vandoorne? Bom… teremos uma nova equipe no grid na próxima temporada! A americana Haas, que já sondou mais de 10 pilotos, sendo Stoffel um dos cogitados, junto com Gutierrez e Vergne.

Sendo assim, seguimos sem alterações na Ferrari, Red Bull, Williams e Mercedes para 2016… Já na McLaren, não podemos afirmar nada – por enquanto. Teremos que aguardar as cenas dos próximos capítulos.

About Mari Espada

Sou arquiteta e ciclista. Mãe do Arthur e esposa do Daniel. Apaixonada por Formula 1 e Doctor Who. Com orgulho: Sou um peixe fora d'água...

2 Comments

  1. Vandoorne e Alonso me deixaria feliz. Mas se vier o Magnussen tá OK para mim.

  2. Vandoorne na Hass significaria “perder a cria” para a Ferrari, já que os americanos são uma espécie de equipe B de Maranello.
    Seria mais a cara da Mclaren “repromover” o Magnussen e deixar o belga de 3º piloto, andando em alguns fins-de-semana. O único problema disso é que abriria espaço pra outra equipe tentar contratar Vandoorne, mas isso é pouco provável em 2016.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *